LR avalia as principais conclusões da Blockchain Expo, em Londres

Vincent Doumeizel, Vice-presidente da área de Alimentos e Sustentabilidade do Lloyd’s Register (LR), apresentou recentemente na Blockchain Expo, em Londres, a sua palestra intitulada “Blockchain para a cadeia de fornecimento de alimentos: exagero ou esperança?

A seguir, Doumeizel apresenta uma síntese de suas principais conclusões sobre o evento e como as auditorias e o blockchain podem, de forma conjunta, promover a segurança dos alimentos.

Fale sobre a conferência

A conferência foi a maior já realizada até o momento, com mais de 10.000 representantes que se reuniram para a realização conjunta da Blockchain, IoT e AI Tech Expo. Como o blockchain é uma tecnologia inovadora, a conferência contou com nove vertentes que abrangeram todos os aspectos do blockchain, uma série de palestrantes líderes da indústria e uma ampla sala de exposições com mais de 250 empresas participantes.

O Lloyd's Register reservou um espaço na famosa vertente Blockchain for Enterprise, onde juntou-se a outras grandes organizações, como IBM, Bitfury Group, Centrica, BP e muitas outras, todas com o objetivo de avaliar os desafios e as oportunidades que o blockchain traz aos setores empresariais.

O Lloyd’s Register compreende a necessidade de dar todo o suporte aos nossos serviços de auditoria com o blockchain e isso despertou um enorme interesse do público. No LR, ajudamos as empresas a evoluir conectando-as com o pensamento de amanhã, hoje. Isso é possível combinando uma profunda experiência técnica e de domínio do assunto, o conhecimento do setor e a empatia gerada em mais de 250 anos de experiência. Resumidamente, estamos aqui para garantir um futuro melhor para os nossos clientes, seus consumidores e o mundo.

A reação à nossa apresentação foi muito positiva e, para nós, o blockchain será parte integrante de nossa oferta de serviços à medida que avançamos em 2018 e também nos próximos anos.

O que causou um grande interesse durante a conferência foi falar sobre a Fundação Lloyd's Register e o trabalho que a Fundação realiza na área de blockchain. O relatório da Fundação sobre tecnologias de ledger distribuído tem por objetivo fornecer uma maior compreensão dos ledgers distribuídos e das tecnologias blockchain e seus conceitos fundamentais, de forma a proporcionar maior clareza sobre as aplicações em que elas podem ser usadas.

Para deixar claro, os lucros que geramos financiam a Fundação, uma instituição de caridade que apoia a educação, a pesquisa relacionada à engenharia e o engajamento público em torno de tudo o que fazemos. Tudo isso nos ajuda a cumprir o propósito que nos motiva todos os dias: trabalhar juntos para um mundo mais seguro.

O LR está trabalhando com que tipos de projetos de blockchain no setor de alimentos?

O blockchain é um elemento-chave da pesquisa que realizamos, com base no progresso da Fundação. Recentemente anunciamos uma chamada para projetos pilotos na área de blockchain voltados para o setor de alimentos, e os interessados podem se inscrever aqui.

Também estamos trabalhando em parceria com a Fundação para o desenvolvimento de uma Análise Prospectiva sobre a Segurança dos Alimentos, cuja publicação está prevista para 2018/19 e, sem dúvida, abordará o papel do blockchain na promoção da segurança dos alimentos.

O setor de alimentos tem como foco a segurança dos alimentos; então, precisamos nos perguntar sobre o que temos que fazer para alimentar o mundo de amanhã, e a minha apresentação tratou de algumas dessas questões, relacionando-as com o blockchain na promoção da segurança dos alimentos.

O setor de alimentos é uma rede muito complexa e descentralizada que precisa resolver os desafios de transparência e manutenção de registros, mantendo o sigilo comercial. Isso combina muito bem com o blockchain.

Nosso fornecimento de alimentos precisa ser eficiente juntamente com os sistemas de alimentos, porque eles se conectam com todos nós. Basta pensar que todos os dias temos mais 300 mil pessoas para alimentar.

Ou seja, 300 mil bocas para alimentar e no planeta já existem um bilhão de pessoas, sendo que muitas delas estão morrendo de fome hoje. Isto significa que temos que ser eficientes devido ao aumento crescente da população.

Por que o blockchain e a segurança dos alimentos combinam tanto?

Há dois elementos principais. Em primeiro lugar, os consumidores são muito mais conscientes e querem saber a verdadeira origem de seus alimentos, se são seguros para serem consumidos e se são produzidos de forma ética.

Em segundo lugar, contamos com novas tecnologias e o blockchain pode ser a maior delas, uma vez que ela permitirá que seja realizada a rastreabilidade em todo o sistema de alimentos, o que não existe completamente hoje. No LR, acreditamos que o blockchain será um elemento-chave que viabilizará a rastreabilidade que vai dos produtores aos consumidores.

Como você resumiria suas principais conclusões sobre a Blockchain Expo?

Para mim, as principais conclusões foram as seguintes:

  • 1. O blockchain tem a capacidade de oferecer uma escolha ao consumidores, permitindo que possam tomar decisões conscientes sobre os alimentos que compram, ou seja, se são seguros para o consumo e produzidos de forma sustentável. Tudo isso com o suporte de uma sólida auditoria.
  • 2. Em segundo lugar, eu não tenho dúvida de que o investimento em blockchain por parte das organizações continuará aumentando - em todos os setores, não apenas no de alimentos.
  • 3. No entanto, esse investimento é, em grande parte, especulativo, uma vez que nos encontramos ainda em um nível de experimentação e precisamos avançar, de fato, para a implementação real. No LR, continuamos a observar os desenvolvimentos de perto e percebemos que a colaboração da indústria com as melhores organizações da categoria para fornecer soluções de blockchain é fundamental.
  • 4. Eu também acredito que veremos o surgimento de ativos conectados via Internet das Coisas e blockchain. Isso significa que nossas geladeiras poderão nos dizer exatamente qual a origem do suco de frutas e qual a quantidade de calorias de cada copo à medida que o líquido é vertido da embalagem integrada.

Poderemos pensar duas vezes antes de tomar um segundo copo!

Nos dias 27 e 28 de junho, em Amsterdã, o Lloyd’s Register também será um dos principais participantes na próxima série da Blockchain Expo, e participará de um painel de especialistas que analisará o papel do blockchain no aumento da rastreabilidade e transparência na cadeia de fornecimento de alimentos, e também será um dos juízes no Blockchain Awards que acontece no dia 27 de junho no The Boathouse em Amsterdã.

Um vídeo com a entrevista de Vincent Doumeizel falando durante a Blockchain Expo, em Londres, está disponível aqui.